Nota de Imprensa | Ciclo formativo para empregadores que querem ser inclusivos

Inicia já em fevereiro o novo ciclo de capacitação criado pelo CRPG para os empregadores portugueses adotarem uma gestão inclusiva de incapacidades nas suas organizações.

A partir de fevereiro, e durante todo o ano, o CRPG – Centro de Reabilitação Profissional irá realizar ações de formação de curta duração para empregadores, com o objetivo de desenvolver conhecimento e competências no âmbito da gestão do capital humano das empresas, ou de outras organizações de trabalho, no que diz respeito a deficiências e incapacidades dos seus trabalhadores.

O tema da diversidade e inclusão está na ordem do dia, mas nenhuma empresa é inclusiva apenas porque contrata pessoas com deficiências e incapacidades. Ser efetivamente inclusiva implica cuidar também dos seus atuais trabalhadores, ter processos instituídos que atendam às suas necessidades e que gerem uma real inclusão de todos.

44% das horas não trabalhadas durante o ano de 2021 tiveram como motivo uma doença ou acidente (GEP, MTSSS). No ano seguinte contabilizaram-se mais de 43 milhões de dias com prestações de doença da Segurança Social (INE).

A dimensão assumida pelo absentismo laboral por motivo de saúde é apenas um dos muitos impactos que os empregadores devem recear quando não possuem uma estratégia global e integrada para a gestão de incapacidades.

fotografia de Mónica Salazar, braços cruzados a sorrir para a fotografia
Mónica Salazar
Diretora do CRPG

São também inúmeros os motivos de saúde que podem gerar tais incapacidades, manifestadas nos contextos de trabalho quando as pessoas, já com uma recuperação estabilizada, se deparam com barreiras à sua atividade profissional.

Muitos empregadores limitam-se a cumprir as orientações legais, por desconhecerem que existem estratégias com eficácia comprovada para manterem os seus trabalhadores em funções, evitando as baixas médicas frequentes, e por não saberem como os acolher no regresso ao trabalho após ausência prolongada.

Segundo Mónica Salazar, diretora do CRPG, “a tendência internacional neste âmbito é a de abordar o problema conciliando as óticas da gestão de pessoas e da reabilitação e reintegração profissional. Diversas práticas e modelos de disability management, em diferentes países, demonstraram já seu o valor acrescentado por esta gestão”.

Refere ainda que “é nesta linha que o CRPG tem vindo a assumir como eixo de atuação o apoio técnico a entidades empregadoras para se tornarem mais inclusivas, ao adotarem uma Gestão Inclusiva de Incapacidades”.

O ciclo de formação abrange temas como:

  • a criação de uma cultura inclusiva na organização,
  • o quadro legal aplicável no nosso país,
  • as etapas de implementação estratégica da referida gestão,
  • os processos de manutenção em funções, acompanhamento do absentismo e promoção do retorno,
  • a constituição de um modelo único de recrutamento e seleção que seja inclusivo.

Mais informação em www.crpg.pt/empregadores/formacao-empregadores

Sobre o CRPG – Centro de Reabilitação Profissional

O CRPG é um centro de gestão participada do IEFP – Instituto do Emprego e Formação Profissional. Tem mais de 30 anos de experiência a reintegrar pessoas com deficiências e incapacidades no mercado de trabalho e a trabalhar diretamente com empregadores no recrutamento e no acompanhamento após contratação.

Em 2022, o CRPG obteve o reconhecimento “Committed to Excellence” 3 Star, da EFQM, cujo Modelo de Excelência é utilizado por mais de 30 000 organizações na Europa.

19 de fevereiro de 2024

📄 Nota de imprensa em pdf

📥 Transferir as imagens desta nota de imprensa:
– Banner Formação para empregadores | Webinars previstos para 2024. Transferir
– Mónica Salazar – Diretora do CRPG. Transferir